Social Icons

twitterfacebookgoogle pluslinkedinrss feedemail

Pages

terça-feira, 16 de outubro de 2012

Especialistas falam das novas Tecnologias e acessos a informação


E-mail, Facebook, Twitter, YouTube, blogs, sites diversos. A era tecnológica que estamos vivendo é baseada em uma ferramenta principal: a internet. Através dela, podemos ter acesso a uma quantidade infinita de informações e dados, discussões, assuntos e interesses. No entanto, não é tão fácil assim lidar com essas possibilidades que a internet e as novas tecnologias impuseram em nossas vidas. Aqueles que sofrem com qualquer tipo de dificuldade até mesmo técnica em operar esses equipamentos pode acabar morrendo afogado nesse mar – ou não.


Hoje, parece que a informação domina e você praticamente "deve" saber dos eventos políticos internacionais se quiser ter assunto para conversar com outras pessoas. No entanto, de acordo com o matemático, doutor em Informática na Educação, mestre em Ciência da Computação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRS) e docente do Programa de Pós-Graduação em Envelhecimento Humano da Universidade de Passo Fundo (UFPF) Adriano Pasqualotti, isso já está mudando. "Estamos em uma era em que as informações pipocam por aí através da internet e da televisão. Entretanto, essa era da informação já está sendo atropelada pela era do conhecimento. Essa nova era é a aplicação das informações recebidas no nosso dia-a-dia", explica.

Porém, diferente do que algumas pessoas podem pensar, não precisamos saber sobre um determinado assunto, se ele não nos interessa de alguma forma. "As informações chegam de todos os lados e nós precisamos criar um 'filtro' pessoal para poder lidar com elas e absorver aquilo que, de fato, faz diferença para as nossas vidas. Se eu me interesso pelas eleições nos Estados Unidos, tenho uma infinidade de maneiras de 'ficar por dentro', sem precisar viajar até lá. É uma espécie de autofiltragem que precisamos desenvolver. Ter informações é importante, mas apenas se tiver aplicação. Não tem como acompanhar todos os fatos. Muitas vezes, é preciso ignorar mesmo, passar por cima. A necessidade de saber de um determinado assunto ou dominar certa tecnologia varia de pessoa para pessoa", diz Pasqualotti.

Um exemplo de autofiltragem citado por Adriano é um vídeo muito popular na internet. Nele, um senhor, um grande chef de cozinha, ganha de presente de sua filha um tablet de última geração. No entanto, como ele não precisa daquele equipamento, vê naquele retângulo liso e fino uma excelente tábua para cortar os legumes. "Não é que ele seja ignorante, mas aquele tablet, naquele momento, não é importante para a sua vida. Não quer dizer que ele esteja defasado por não 'saber usar adequadamente' o equipamento. O que é mais interessante é que ele 'sabe', mas dentro daquilo que faz parte da realidade dele", avalia.

A disponibilidade de informações que temos acesso hoje em dia é infinita. Não só podemos visitar incontáveis sites de notícias online, como os fatos "pipocam" continuamente na televisão, nas conversas e até nas redes sociais. "Se soubermos lidar com elas, é muito positivo ter acesso a isso. Se, no meu exemplo das eleições americanas, eu quiser avaliar os candidatos, cada revista que eu ler terá uma opinião diferente. Se eu souber aplicar isso corretamente, amplio a possibilidade de discussão do assunto e posso formar minha opinião com mais segurança. No entanto, caso eu tenha alguma dificuldade em lidar com isso, as informações acabam sendo tantas, que a minha opinião é anulada. Quando o raio de visão é muito grande, você pode acabar não conseguindo ver nada com detalhes. Daí a importância da autofiltragem", defende Pasqualotti.

É importante destacar, também, que a tecnologia faz parte da nossa vida e já não podemos ignorar completamente o manuseio dessa ferramenta. Adriano entende que "esse ambiente é muito complexo, mas essencial nos dias de hoje. Até se quisermos sacar algum dinheiro, a tecnologia está presente e deve ser dominada. As informações hoje são apresentadas através de diversas ferramentas, e, se quisermos acompanhar a era do conhecimento, precisamos saber lidar com elas. Pode ser que não se chegue a dominar qualquer ferramenta, mas devemos conhecer pelo menos ao nível do que é necessário".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Mais Rádio

Receba por email

BOA VINDAS

Sejam todos bem vindos ao nosso blog.
Aqui vocês vão encontrar muita informações relacionadas
a informatica, musicas e muito mais.